Especialista destaca a importância da genética nos distúrbios do movimento

De acordo com uma apresentação de especialistas no CNS 2021, a integração precoce do sequenciamento de última geração (next-generation sequencing, NGS) no diagnóstico de distúrbios do movimento pode resultar em melhores desfechos. 

O Dr. Darius Ebrahimi-Fakhari do departamento de neurologia do Boston Children’s Hospital, em Massachusetts, EUA, destacou os avanços na genética molecular que servem como boas ferramentas de diagnóstico e opções de tratamento em distúrbios do movimento. Ele também descreveu os desafios em compreender os mecanismos genéticos e moleculares subjacentes aos distúrbios do movimento raros.