A RM da medula espinhal revela alterações patológicas precoces em portadores assintomáticos da C9orf72

Pesquisadores na França relataram que a imagem da medula espinhal cervical pode ajudar a rastrear alterações patológicas em pacientes assintomáticos com mutações no gene C9orf72.

A expansão de hexanucleotídeos no gene C9orf72 é responsável por até metade de todos os casos familiares de esclerose lateral amiotrófica (ELA) e demência frontotemporal (DFT), de acordo com a Dra. Giorgia Querin do Instituto de Miologia (Institute of Myology) em Paris, França.

Embora os carreadores de mutações C9orf72 geralmente tenham um longo período assintomático, a degeneração das substâncias branca e cinzenta tem sido observada em portadores assintomáticos, muitas vezes anos antes do início dos sintomas.

A Ology Medical Education é uma fornecedora global de educação médica independente. Sua missão é fornecer aos profissionais de saúde informações médicas confiáveis de alta qualidade, com o objetivo de ajudar a otimizar o tratamento dos pacientes.

A Ology Medical Education não assume responsabilidade por quaisquer lesões e/ou danos a pessoas ou propriedade decorrentes de negligência ou de outra razão, nem por qualquer uso ou operação de quaisquer métodos, produtos, instruções ou ideias contidos neste material. Devido aos rápidos avanços nas ciências médicas, a Ology Medical Education recomenda que deva ser feita a verificação independente de diagnósticos e dosagens do medicamento. As opiniões expressas não refletem as opiniões da Ology Medical Education ou do patrocinador. A Ology Medical Education não assume responsabilidade por qualquer material contido neste documento.