Neuroimagem da coluna junto a informações de prevalência não reduz a quantidade, mas reduz a prescrição de opioides

Leia este artigo em inglês

Princípios

  • A inclusão de informações de prevalência sobre características da neuroimagem da coluna lombar não afetou o uso subsequente dos serviços de saúde, mas reduziu a probabilidade de prescrição de opioides.

Por que isso importa

  • Os autores argumentam que essa intervenção na referência do diagnóstico por imagem é simples, barata e facilmente implementada, e que pode ter relevância para outros diagnósticos por imagem e exames genéticos.

Desenho do estudo

  • Objetivo: avaliar o efeito da determinação de imagens referência com dados de prevalência de pessoas sem dor como parte do diagnóstico por imagem da medula espinhal de rotina para dorsalgia na utilização de serviços de saúde.
  • As pessoas cujo médico havia pedido diagnóstico por imagem da coluna lombar foram randomizadas para um grupo de controle (n = 117.455; 57,8% eram mulheres) ou um grupo de intervenção (n = 121.431; 57,2% eram mulheres).
  • Os relatórios de diagnóstico por imagem do grupo de intervenção incluíram parâmetros de referência adequados à idade e à modalidade para achados comuns com base na prevalência.
  • O desfecho primário foi o uso dos serviços de saúde com relação à medula espinhal dentro de um ano após o exame.

Principais resultados

  • Não houve diferença entre os grupos de controle e de intervenção em relação ao desfecho primário do uso dos serviços de saúde (diferença -0,7%, intervalo de confiança [IC] de 95% -2,9 – 1,5%; p = 0,54).
  • Houve uma pequena redução no desfecho secundário da probabilidade de prescrição de opioides dentro de um ano após o exame (razão de chances de 0,95; IC de 95%: 0,91 – 1,00; p = 0,04).
  • Os autores concluíram que as informações de prevalência de referência como parte do diagnóstico por imagem da medula espinhal não diminuíram o uso de serviços de saúde relacionados à medula, mas reduziram as prescrições de opioides.

Limitações

  • A prescrição de opioides diminuiu, de forma geral, no decorrer do estudo – apesar de levar isso em conta modelagem, ela continua sendo um potencial fator de confusão.
  • Não foram coletados dados sobre estado funcional, dor ou funcionamento psicossocial.
  • Não se conhece a generalização dos resultados para os sistemas de saúde com mais restrições para os serviços de imagens e para hospitais com fins lucrativos.

A International Medical Press é um fornecedor global de educação médica independente. Sua missão é fornecer aos profissionais de saúde informações médicas confiáveis de alta qualidade, com o objetivo de ajudar a otimizar o tratamento dos pacientes.

A International Medical Press não assume responsabilidade por quaisquer lesões e/ou danos a pessoas ou propriedade decorrentes de negligência ou de outra razão, nem por qualquer uso ou operação de quaisquer métodos, produtos, instruções ou ideias contidos neste material. Devido aos rápidos avanços nas ciências médicas, a International Medical Press recomenda que seja feita a verificação independente de diagnósticos e dosagens do medicamento. As opiniões expressas não refletem as opiniões da International Medical Press ou do patrocinador. A International Medical Press não assume responsabilidade por qualquer material contido neste documento.