Estudo destaca relutância em mudar a medicação antiepiléptica

Uma nova pesquisa identificou uma relutância geral entre pacientes e profissionais de saúde para mudar a medicação antiepiléptica, por medo de que a condição piore.