Declínio cognitivo subjetivo: qual é sua utilidade enquanto fator preditivo?

Os especialistas relataram novos achados de um estudo de declínio cognitivo subjetivo (DCS) como indicador de conversão para a demência em uma população diversificada racial e etnicamente.

Em pesquisa anterior, o DCS – a percepção de um declínio na cognição antes de ser evidenciado por meio de testes neuropsicológicos padrão – mostrou ser potencialmente útil como um marcador precoce da doença de Alzheimer (DA). No entanto, esses estudos se concentraram amplamente em populações brancas não hispânicas.

Para investigar a utilidade da DCS em participantes negros e hispânicos, bem como em participantes brancos não hispânicos, os pesquisadores do Centro Médico da Universidade de Columbia (Columbia University Medical Center), Nova York, EUA, estudaram uma população racial e etnicamente diversificada de 5.379 idosos inscritos em um estudo longitudinal do envelhecimento.

A Ology Medical Education é uma fornecedora global de educação médica independente. Sua missão é fornecer aos profissionais de saúde informações médicas confiáveis de alta qualidade, com o objetivo de ajudar a otimizar o tratamento dos pacientes.

A Ology Medical Education não assume responsabilidade por quaisquer lesões e/ou danos a pessoas ou propriedade decorrentes de negligência ou de outra razão, nem por qualquer uso ou operação de quaisquer métodos, produtos, instruções ou ideias contidos neste material. Devido aos rápidos avanços nas ciências médicas, a Ology Medical Education recomenda que deva ser feita a verificação independente de diagnósticos e dosagens do medicamento. As opiniões expressas não refletem as opiniões da Ology Medical Education ou do patrocinador. A Ology Medical Education não assume responsabilidade por qualquer material contido neste documento.