Patologia associada a tau e atrofia cerebral nos subtipos da doença de Alzheimer

Princípios

  • Há evidências de envolvimento cortical frontal da patologia da tau na doença de Alzheimer comportamental/disexecutiva (behavioral/dysexecutive Alzheimer’s disease, b/d AD).

Por que isso importa

  • O subtipo da b/d AD é caracterizado por desinibição comportamental predominante, apatia e/ou disfunção executiva em testes cognitivos, mas o diagnóstico diferencial permanece um problema devido à sobreposição de sintomas com demência frontotemporal (DFT). Estudos que avaliam a patologia da β-amiloide e da tau (marcadores conhecidos de DA) na b/d AD são escassos.

  • A carga de patologia da tau cortical frontal na b/d AD pode ser um potencial biomarcador diagnóstico precoce para esse subtipo. Marcadores diagnósticos são cruciais um diagnóstico mais precoce e preciso e, em última análise, para melhorias no atendimento clínico e na qualidade de vida dos pacientes.