Proteína translocadora mitocondrial: possível biomarcador não invasivo para pacientes com mitocondriopatia?

Princípios

  • A imagem por PET/RM com radioligantes da proteína translocadora (translocator protein, TSPO), que está presente em todas as células cerebrais, é capaz de detectar patologias mitocondriais do cérebro. Mais especificamente, uma correlação positiva foi encontrada entre o potencial anormal de ligação de radioligantes e a gravidade clínica.

Por que isso importa

  • A TSPO está localizada na membrana mitocondrial externa em tipos de células cerebrais e pode servir como um potencial biomarcador in vivo para doença mitocondrial.

  • Os achados deste estudo sugerem que o exame de imagem por PET/RM com radioligantes TSPO tem o potencial de ser um biomarcador não invasivo de mitocondripatias afetando o sistema nervoso central, e de progressão da doença associada.