O acoplamento fase-amplitude β-γ é mais amplo na doença de Parkinson, em comparação com controles saudáveis

Princípios

  • Acoplamento fase-amplitude significativamente maior, ilustrado no hemisfério contralateral ao hemicorpo mais clinicamente afetado, em pacientes com doença de Parkinson.

Por que isso importa

  • Foi demonstrado anteriormente que a amplitude das oscilações da banda γ no núcleo subtalâmico, no córtex motor, e as interações entre os dois, está anormalmente acoplada à fase de oscilações da banda β em pacientes com doença de Parkinson.

  • Esse acoplamento fase-amplitude mais amplo foi proposto como um biomarcador da doença de Parkinson. No entanto, os mecanismos neuronais exatos subjacentes ao acoplamento anormal e sua relação com os comprometimentos motores na doença de Parkinson permanecem incertos.

A International Medical Press é um fornecedor global de educação médica independente. Sua missão é fornecer aos profissionais de saúde informações médicas confiáveis de alta qualidade, com o objetivo de ajudar a otimizar o tratamento dos pacientes.

A International Medical Press não assume responsabilidade por quaisquer lesões e/ou danos a pessoas ou propriedade decorrentes de negligência ou de outra razão, nem por qualquer uso ou operação de quaisquer métodos, produtos, instruções ou ideias contidos neste material. Devido aos rápidos avanços nas ciências médicas, a International Medical Press recomenda que seja feita a verificação independente de diagnósticos e dosagens do medicamento. As opiniões expressas não refletem as opiniões da International Medical Press ou do patrocinador. A International Medical Press não assume responsabilidade por qualquer material contido neste documento.